É NOTÍCIA: Pedro Gonçalves admite ‘levar’ M’Bala Nzola ao CAN da Costa do Marfim

Numa longa entrevista concedida ao conceituado jornal italiano Corriere Dello Sport, nesta Sexta-feira, 08, Pedro Gonçalves, treinador dos Palancas Negras, falou durante a entrevista do momento...


Numa longa entrevista concedida ao conceituado jornal italiano Corriere Dello Sport, nesta Sexta-feira, 08, Pedro Gonçalves, treinador dos Palancas Negras, falou durante a entrevista do momento actual dos jogadores angolanos que actuam na Itália. Para o técnico nacional, M’Bala Nzola dará muitas alegrias aos adeptos da Fiorentina, apesar da fase menos boa que o avançado angolano está viver.

«Ele mudou de vida durante o verão e a adaptação à nova realidade não foi automática. Em Florença as coisas não são tão fáceis como em La Spezia e Nzola, talvez, não o tenha previsto. Mas é um desafio que ninguém lhe impôs: ele quis e tenho a certeza que vai querer vencer», disse.

Para Pedro Gonçalves, Nzola é um atleta com grande qualidade, por isso continua sendo acompanhado pela sua equipa técnica.

«Ele é um menino tímido. A altura e a massa muscular de M’Bala podem, talvez, ser assustadoras, mas por dentro ele é um menino bom e introvertido. Ele deve sentir a confiança ao seu redor para se expressar da melhor forma e provavelmente ainda não sente isso completamente. Minha equipe e eu não perdemos uma única partida dele», afirmou.

Já a pensar na convocatória para o CAN da Costa do Marfim, que arranca em Janeiro próximo, Pedro Gonçalves admitiu a possibilidade de contar com o avançado da Fiorentina.

«Seguimos-o porque ele sabe que pode ser convocado para a selecção nacional, especialmente agora que estamos perto da Taça das Nações Africanas. Já chamei muitas vezes o M’Bala para a selecção nacional, por isso ninguém acredita mais nas suas qualidades do que eu. Ele não jogou algumas vezes, mas considero-o um jogador fundamental», admitiu.

Pedro Gonçalves disse que se M’Bala Nzola jogar o CAN pode elevar o seu autoestima.

«A perspectiva de voltar a jogar pelo seu país certamente o ajudará. Para nós esta é a nona participação e já é importante estar lá. Entrar em campo representando Angola permite aqueles que nos assistem para apreciar como ele está progredindo no futebol nesta nação», almejou.

O seleccionador nacional deixou um conselho ao avançado nascido em Cabinda, que procura se adaptar na sua nova equipa.

«Minha receita é uma só, isole-se de tudo e trabalhe passo a passo, como repeti várias vezes para ele. O potencial está aí, está aí para todos verem. Basta ver a qualidade do golo que ele marcou contra o Parma», aconselhou.

Por outro lado, Pedro Gonçalves sente-se satisfeito pelo facto de no seu reinado vários jogadores angolanos evoluírem para o futebol europeu.

«Pode ser uma coincidência, mas durante os meus três anos como seleccionador, onze jogadores se mudaram de Angola para jogar na Europa: para mim esta é a maior vitória, embora muitos os clubes, incluindo os italianos, não gostam muito do facto deste torneio ser disputado em Janeiro», regozijou.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023