É NOTÍCIA: ‘Maninho’ e o sonho de ver Angola a organizar Copa de Andebol «Podemos sim pensar num mundial»

A poucos dias do Torneio Pré-Olímpico de andebol feminino, a ser realizado no país, prova que vai apurar os representantes africanos para os Jogos Olímpicos de...


A poucos dias do Torneio Pré-Olímpico de andebol feminino, a ser realizado no país, prova que vai apurar os representantes africanos para os Jogos Olímpicos de Paris`2024, em França, José Amaral “Maninho”, presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), tem um “I have dream”, que passa pela realização de uma prova mundial no que o andebol diz respeito.

Para José Amaral, seria algo inédito, já que o andebol é a modalidade com maior representação em jogos Olímpicos. Porém, o dirigente entende que tudo passa por uma maior organização, uma vez que o momento económico-financeiro que o país atravessa requer alguma cautela.

«Isto poderia ser em 2030 ou num outro período, acredito que seria bom Angola organizar uma Copa de Andebol, desde que o país tenha condições financeiras», disse à imprensa.

Entretanto, sobre o Pré-Olímpico, “Maninho” entende que Angola poderá ter dificuldades no torneio devido à sua condição de mais titulada no continente.

«O nosso interesse em organizar a competição é claramente de contar com o poio do público para nos qualificarmos aos Jogos Olímpicos», disse.

Numa grande entrevista concedida à ANGOP, o responsável da FAAND abordou o estado da modalidade no país, tendo referido que a responsabilidade da qualificação é maior por ser o andebol digno representante de Angola no evento.

«O andebol feminino é a modalidade colectiva com maior participação em Jogos Olímpicos, e tudo estamos a fazer para manter esta tradição», reiterou

A prova será disputada no pavilhão Multiúsos do Kilamba, de 11 a 14 de Outubro, com a presença, além de Angola, dos Camarões, Congo e Senegal.

As angolanas vão em busca da oitava presença consecutiva, depois da estreia em Atlanta`96.

A última participação nos Jogos Olímpicos deu-se na edição de “Tóquio`2021” (Japão), onde se quedou na 10ª posição à frente do Brasil e Japão, num total de doze selecções.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023