É NOTÍCIA: Federação sul-africana de costas viradas com a COSAFA, presidida por Artur de Almeida

A Associação de Futebol da África do Sul (SAFA), sigla em inglês, emitiu, no passado dia 21 de Abril, um comunicado mostrando a sua indignação com...


A Associação de Futebol da África do Sul (SAFA), sigla em inglês, emitiu, no passado dia 21 de Abril, um comunicado mostrando a sua indignação com a COSAFA, presidida pelo angolano Artur de Almeida e Silva. No documento, que a redacção do Bola Em Campo na África do Sul teve acesso, o órgão reitor do futebol sul-africano entende que a direcção da COSAFA está a violar os estatutos daquele organismo e proibiu a COSAFA de realizar os seus torneios na África do Sul.

Leia na íntegra o comunicado da Associação de Futebol da África do Sul (SAFA):

«O Comité Executivo Nacional (NEC) da Associação Sul-Africana de Futebol (SAFA) decidiu que a COSAFA está violando seus estatutos e a Associação não permitirá mais que o órgão regional realiza seus eventos no país até novo aviso. Vários torneios foram organizados pela COSAFA na África do Sul ao longo dos últimos anos, em vez de rotacioná-los e hospedá-los nos outros países membros da região, e isso teve um efeito adverso nos próprios programas da SAFA nas Províncias. Uma reunião da SAFA NEC foi realizada no Palácio do Imperador na sexta-feira (21 de abril de 2023) e o advogado do CEO da SAFA, Tebogo Motlanthe, disse que foi decidido que a visão da Associação será explicada à COSAFA em uma reunião a ser realizada nos próximos dias.

Aprofundamos ainda mais a relação com a COSAFA e foi tomada a decisão (pelo NEC) de que devemos escrever ao COSAFA e avisar que o NEC é da opinião de que eles estão violando seus próprios estatutos”, disse o CEO da SAFA. “Não temos licitado esses torneios da COSAFA, mas eles estão acontecendo aqui na África do Sul.” Adv Motlanthe disse que os próprios planos da SAFA foram afetados por esses torneios COSAFA e a Associação quer conversar sobre isso. “Estamos dizendo para não nos sobrecarregarmos com torneios para os quais não nos candidatamos porque, em algum momento, eles vão contra nossas próprias prioridades como Associação. Quando você vai a diferentes departamentos do governo, eles dizem que seus orçamentos foram gastos em torneios da COSAFA porque isso é classificado como futebol. Portanto, o NEC tomou a firme decisão de que devemos escrever a eles para dizer que hospedamos como país e basta, dar uma chance aos outros. “Não queremos ser retratados como um país ganancioso, que quer tudo. E acreditamos que há capacidade dentro da zona para acolher. Como eu disse anteriormente, Botswana e Namíbia estão se candidatando para sediar o AFCON, então não há como eles não poderem sediar um torneio da magnitude do COSAFA. Portanto, essa foi a principal decisão tomada por este NEC».

Sobre o assunto, a COSAFA esteve reunida e já emitiu um comunicado nesta quarta-feira, onde esclarece que há um mal entendido por parte da SAFA e promete agendar um encontro para resolver o diferendo.

Leia na íntegra:

«A COSAFA notou com preocupação as infelizes declarações feitas pela Associação Sul-Africana de Futebol (SAFA) sobre a realização de futuros torneios da COSAFA na África do Sul.

A COSAFA confirma que está determinada a esclarecer quaisquer mal-entendidos que possam ter surgido com a SAFA. Para este fim, a liderança do COSAFA está mantendo negociações bilaterais com o SAFA para resolver quaisquer diferenças para que o assunto possa ser resolvido amigavelmente.

A COSAFA continua comprometida em cumprir seu mandato de desenvolver o futebol na África Austral, reunindo suas 14 associações membros para realizar seu sonho compartilhado de conquistar o futebol africano».

Recorde-se que Artur de Almeida e Silva é o presidente da COSAFA, eleito em 2022, no Botswana.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023