É NOTÍCIA: Projecto “Ela Tem a Bola Toda” chega à cidade de Benguela

Dezenas de crianças de três clubes de futebol não federados da província de Benguela receberam, neste sábado, 4 de março, várias bolas, no âmbito do projecto...


Dezenas de crianças de três clubes de futebol não federados da província de Benguela receberam, neste sábado, 4 de março, várias bolas, no âmbito do projecto “Ela Tem a Bola Toda”, encabeçado pelos jornalistas Mírian Jai e António Correia e apadrinhado pela Casa Militar do Presidente da República.

Depois da província do Huambo, onde se deu a abertura da iniciativa de dimensão nacional e que, através da distribuição de bolas, pretende incentivar a prática desportiva nas comunidades, a terra das acácias rubras foi o palco escolhido. Nesta província, as escolas de futebol seleccionadas aleatoriamente para beneficiarem das bolas foram Crocodilos da Catumbela, Unidos do Chingoma e Marítimo da Goa, agremiações que enfrentam inúmeras dificuldades, mas que, com esta acção que tem o apadrinhamento da Casa Militar do Presidente da República, vêem um dos problemas minimizados, isto é, o aumento do número de bolas, o que vai permitir que cada um dos três clubes possa garantir a interacção de vários atletas com bolas em sessões de treinamento.

Num dos campos pelados da zona periférica de Benguela, os dois jornalistas contaram com o apoio do Governo Provincial, que se fez representar pelo chefe de departamento da juventude e desportos, João Gabriel, e da Associação Provincial de Futebol de Benguela (APFB), por via do seu presidente Júlio Brito, que realçaram a iniciativa e sublinharam o impacto que terá na “vida” dos clubes contemplados. A selecção aleatória das escolas, responsabilidade exclusiva dos responsáveis do projecto, foi outra nota de realce nos discursos dos dois dirigentes.

A Jornalista mentora do Projecto “Ela Tem a Bola Toda”, Mirian Jai, deu a conhecer o alcance da iniciativa que é “caracterizada por várias fases, sendo a primeira esta que, por enquanto, limita-se à distribuição de bolas, realçando que também está a ser uma fase de conhecimento profundo da realidade dos clubes que desenvolvem o desporto nas comunidades, ocupando tempos livres e de lazer de crianças, adolescentes e jovens. Por meio deste conhecimento, será possível implementar as fases subsequentes, em que haverá distribuição de outros materiais desportivos de várias modalidades, como andebol, basquetebol, lutas, xadrez e futsal, só para citar estas”, garantiu.

De acordo com o director executivo do projecto “Ela Tem a Bola Toda”, o também jornalista e chefe da redacção desportiva da TV Zimbo, António Correia, a próxima paragem, que será a terceira desde o lançamento no Huambo, deve ser o Bié, onde entes parceiros já se movimentam para viabilizar a acção.

“O “Ela Tem a Bola Toda” perfila-se como uma iniciativa de incentivo e massificação desportiva aberta a parcerias, desde que os interessados aderem no espírito da filantropia e amor pelo desporto comunitário”, disse o coordenador.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023