É NOTÍCIA: Sporting de Cabinda na eminência de decretar falência. Lá falta quase tudo

As ‘makas’ no Sporting de Cabinda crescem a cada “cinco segundos”. Parece ser provável que os leões de Cabinda sejam a segunda equipa a desistir do...


As ‘makas’ no Sporting de Cabinda crescem a cada “cinco segundos”. Parece ser provável que os leões de Cabinda sejam a segunda equipa a desistir do Girabola 2022-23, depois do Cuando Cubango FC ter anunciado a sua desistência da prova maior do futebol angolano.

As dificuldades relacionadas à falta de patrocínio, que muitas vezes dificultam a transportação para outras províncias, pode levar a desistência do Sporting de Cabinda do Girabola, segundo Hélder Filipe.

Devido as dificuldades financeiras, a equipa tem sido forçada a viajar no limite, deixando por terra até atletas, como aconteceu na deslocação ao Lubango, em que teve no banco de suplentes, somente cinco jogadores.

Falando à imprensa no final do jogo em que perdeu por 2-1 para o Desportivo da Huíla, Hélder Filipe responsável para o futebol admitiu que, para além da falta de dinheiro para pagar as despesas com o transporte, dadas características geográficas da província, há também largos meses em que não paga salários, para além da inexistência de um alojamento condigno.

Fez saber, também, que o grupo vive de promessas por parte das autoridades locais, mas até ao momento nada se fez, solicitando maior intervenção da classe empresarial, de pessoas singulares e colectivas, para evitar que a província fique sem jogos do Girabola.

De lembrar que, o Cuando Cubango FC anunciou o abandono antes do começo da segunda volta, tendo por isso sido punido com dois anos de suspensão pela Federação Angolana de Futebol (FAF).

A equipa do Enclave está na linha de água, ocupando o 14.º lugar com 13 pontos, de 51 possíveis.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023