É NOTÍCIA: Eto’o quer maior número de equipas africanas em mundiais da FIFA

Samuel Eto’o, presidente da Federação Camaronesa de Futebol (Fecafoot), entende que a FIFA deve alargar o número de selecções africanas em mundiais de futebol. No entender...


Samuel Eto’o, presidente da Federação Camaronesa de Futebol (Fecafoot), entende que a FIFA deve alargar o número de selecções africanas em mundiais de futebol.

No entender de Eto’o, essa provável decisão também daria aos africanos mais chances de ganhar uma copa do mundo. Com quase um bilhão de habitantes, a África só tem direito a cinco representantes na Copa do Mundo da FIFA. Um número que Samuel Eto’o diz ser muito pouco. «A FIFA deve aceitar pelo menos 10 países africanos para participar da Copa do Mundo, enfim, para também dar mais chances aos africanos de ganhar uma Copa do Mundo, a África tem mais países do que certos continentes, mas esses continentes abaixo de nós têm mais representantes no mundo…», declara o presidente da federação camaronesa de futebol (Fecafoot).

Refira-se que entre 25 a 30% das nações europeias têm direito a um lugar na fase final do Campeonato do Mundo da FIFA contra cerca de 10% dos países africanos.

Mas durante a edição anterior da competição, em 2018, os campos africanos estiveram longe de ser os melhores da história do continente. De facto, todas as selecções africanas foram eliminadas da fase de grupos, incluindo Egipto e o Senegal.

Em 2010, depois de o Ghana ter se apurado para os quartos-de-final, tornando o país o 3º representante africano a atingir este nível, depois dos Camarões, em 1990, e do Senegal, em 2002, alguns observadores do futebol africano previam boas actuações para o futebol africano a nível mundial nos anos que se seguiu.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023