É NOTÍCIA: Albano César único sobrevivente dos técnicos com mais tempo de Girabola

Numa geração onde se destacam nomes como: Nicolas Berardinelli, Renato de Sousa e Joaquim Dinis”Brinca na areia”, todos já reformado, apenas resiste Albano César, que na...


Numa geração onde se destacam nomes como: Nicolas Berardinelli, Renato de Sousa e Joaquim Dinis”Brinca na areia”, todos já reformado, apenas resiste Albano César, que na presente temporada 2022-23 está a orientar a formação do Recreativo do Libolo.

Albano Cesar comemora hoje, terça-feira, 25, 28 anos de Girabola, sendo que a sua odisseia começa em 1994, como treinador do Desportivo da Eka, do Dondo, Cuanza-Norte, foi neste mesmo período que levou à primeira divisão nacional, a extinta equipa do Dondo.

Na altura, Albano Cesar tinha como técnicos adjuntos Zé do Pau, João Machado, António Lopes “Chiby” e Fernando da Trindade “Jordão”. 

Aos 60 anos, Albano César torna-se no treinador mais velho do Girabola 2022/23, sendo que o mais novo tem 43, chama-se António Coimbra, do Grupo Desportivo Isaac de Benguela. 

Em entrevista ao Jornal de Angola, por ocasião da data, Albano César falou dos 28 anos de Girabola, bem como do segredo para continuar em actividade.

«São 28 anos de sucessos e insucessos. Aliás, a carreira de treinador é complexa, sobretudo, quando os resultados não aparecem. Por vezes, os técnicos não são os culpados de todas as desgraças da equipa. Existem questões, que são da responsabilidade das direcções dos clubes», disse, referindo que o segredo de continuar a treinar equipas da Primeira Divisão passam pelas constantes actualizações. «Com as novas tecnologias de informação, temos de nos actualizar, constantemente, para não ficarmos ultrapassados. Portanto, esta é a razão de estar no activo». 

Dois ex-jogadores de Albano César estão nas vestes de treinadores, nomeadamente, Filipe Nzanza (1º de Agosto) e António Coimbra (Grupo Desportivo Isaac de Benguela). 

«É verdade, o Filipe Nzanza foi meu jogador no Desportivo da Eka e o António Coimbra, no Estrela 1º de Maio de Benguela. Sinto-me feliz, por saber que ambos são treinadores. Desejo toda a sorte do mundo, porque é uma profissão com muitos altos e baixos. Trabalho e humildade são as chaves do sucesso». 

Além do Desportivo da Eka, Albano César já treinou no Girabola, a Académica do Lobito, Petro do Huambo, FC Bravos do Maquis, Sagrada Esperança, Atlético do Namibe, 1º de Maio de Benguela, Progresso Sambizanga, Sporting de Cabinda, Progresso da Lun-da-Sul, Kuando Kubango FC, Wiliete de Benguela e Recreativo do Libolo.

Fonte: Jornal de Angola

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023