Últimas
É NOTÍCIA: ANCAF quer GIRABOLA ser emitido em formato live streaming

É NOTÍCIA: ANCAF quer GIRABOLA ser emitido em formato live streaming

É NOTÍCIA: Elizabeth Dongua, melhor marcadora do ‘Nacional’, ruma para o andebol congolês

É NOTÍCIA: Elizabeth Dongua, melhor marcadora do ‘Nacional’, ruma para o andebol congolês

É NOTÍCIA

É NOTÍCIA: Hilal do Sudão pode estar a fazer jogo de bastidores para vencer Petro

É NOTÍCIA: Hilal do Sudão pode estar a fazer jogo de bastidores para vencer Petro

É NOTÍCIA: ‘GUERREIROS’ falham Pan-Africano no Ghana por não inscrição

É NOTÍCIA: ‘GUERREIROS’ falham Pan-Africano no Ghana por não inscrição

É NOTÍCIA: Clubes deixam de pagar árbitros na 2ª volta do Girabola 2023-24

É NOTÍCIA: Clubes deixam de pagar árbitros na 2ª volta do Girabola 2023-24

É NOTÍCIA: Fala-se que já há um acordo verbal entre o Petro de Luanda e jogador do clube militar

É NOTÍCIA: Fala-se que já há um acordo verbal entre o Petro de Luanda e jogador do clube militar

É NOTÍCIA: Herlander Coimbra alerta que «Não há lançadores na Selecção que vai à Tunísia»

É NOTÍCIA: Herlander Coimbra alerta que «Não há lançadores na Selecção que vai à Tunísia»

É NOTÍCIA: A FAF irá melhorar salário de Pedro Gonçalves nos próximos dias

É NOTÍCIA: A FAF irá melhorar salário de Pedro Gonçalves nos próximos dias

É NOTÍCIA: Atraso na aprovação da “Lei Antidopagem” pode excluir Angola de competições internacionais

É NOTÍCIA: Atraso na aprovação da “Lei Antidopagem” pode excluir Angola de competições internacionais

É NOTÍCIA: Bastos Quissanga fala da sua ausência nos Palancas Negras


O defesa central angolano Bastos Kissanga, que está em fim de contrato com o Rostov FC da Rússia, fez uma odisseia sobre a sua vida no futebol durante uma entrevista exclusiva à Rádio Cinco, nesta sexta-feira, 24.

Bastos Kissanga não escondeu a sua vontade de voltar à selecção nacional, já que há muito que tem estado ausente das convocatórias do técnico português Pedro Gonçalves. Para o defesa central, formado no Atlético Sport Aviação (ASA) e no Petro de Luanda, é sempre uma honra representar a selecção nacional e lembra que nunca rejeitou uma chamada.

Sempre estive disponível para representar o meu país, mesmo em momentos difíceis nunca declinei convocatórias», disse.

Questionado do porquê das constantes ausências na selecção AA, Bastos acredita ser opção técnica. «Sim, há muito que estou ausente, até já me questionei. Mas quero acreditar que seja por opção técnica. O treinador é quem manda e só ele sabe», respondeu.

Quanto o aparecimento de caras novas na selecção nacional que está a competir no torneio de apuramento ao Campeonato Africano das Nações (CAN’2023), a ser disputado na Côte D’ivoire, Bastos Kissanga pensa que muitos só aceitaram vir porque foram rejeitados nas selecções onde pensam representar.

«Temos alguns jogadores que só estão nesta selecção porque foram rejeitados em outros países. Temos exemplos de muitos que por falha deixaram de vir. Mas eu nasci aqui e sempre estive disponível para o meu país», desabafou.

Aos 30 anos de idade, Bastos Kissanga tem 54 internacionalizações pelos Palancas Negras e dois golos marcados. Até a sua ausência era um dos capitães da equipa angolana, a par de Mateus Galiano, que já se despediu em 2021 num jogo de apuramento ao Mundial do Qatar, frente à selecção do Egipto, no Estádio 11 de Novembro.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Powered by Live Score & Live Score App