É NOTÍCIA: Futura Liga de Futebol põe limites a técnicos ligados a outros clubes

Um dos pressupostos para as equipas competirem na Liga de Futebol Profissional de Angola é de não terem vínculo contratual com qualquer um outro clube que...


Um dos pressupostos para as equipas competirem na Liga de Futebol Profissional de Angola é de não terem vínculo contratual com qualquer um outro clube que não seja o actual, ou seja, o regulamento da Liga não permite treinadores emprestados a outros clubes, além de jogadores.

Esse foi, também, um dos motivos que tirou Mário Soares do comando técnico do Desportivo da Huíla, segundo fez saber Fabiano Hihepa, presidente daquele clube quando fazia o balanço, hoje, quinta-feira, 16, da época recém-terminada.

Assim sendo, com a implementação da fase experimental da Liga de Angola, os 16 clubes que vão marcar o arranque da prova estão esclarecidos sobre este ponto de capital importância.

Recorde-se que no passado dia 02 foi apresentado, na Galeria dos Desportos, a Comissão da Liga de Futebol Profissional de Angola, que deve arrancar já na próxima época 2022-23.

Quanto ao modelo de disputa não foi esclarecido pelo responsável da Comissão, Alves Simões, mas adiantou que, doravante, as inscrições serão feitas numa plataforma denominada “Weza”, segundo apurou o Bola Em Campo através de uma reportagem no local do evento.

Entretanto, duas grandes empresas multinacionais: UNITEL e EMIRATES manifestaram o desejo de ficar com a futura Liga, pelo que as negociações decorrem para se encontrar o “spunsors oficial”.

No que diz respeito a televisão oficial, nada ainda está oficializado, porém, sabe o Bola Em Campo de fonte junto à Comissão que, a Palanca Tv pode ser a emissora oficial da prova da primeira divisão do futebol angolano na época 2020-2023.

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023