É NOTÍCIA: Tomás Faria fala em deturpação de dados na análise feita por Carlos Rosado

Durante o balanço da época recém-terminada 2021-22, feita pela direcção do Petro de Luanda, ontem, terça-feira, 14, Tomás Faria abordou vários aspectos da vida do clube...


Durante o balanço da época recém-terminada 2021-22, feita pela direcção do Petro de Luanda, ontem, terça-feira, 14, Tomás Faria abordou vários aspectos da vida do clube que dirige e perspectivas para o futuro, cujo mote passa pela criação de infraestruturas para se responder aos desafios do futuro.

Tomás Faria falou sobre as alegações feitas pelo economista Carlos Rosado de Carvalho, segundo as quais a direcção do Petro de Luanda recebia um orçamento anual da Sonangol no valor de 36 milhões de dólares norte-americano, pelo que Tomás Faria considera de dados ilusórios e falsos.

«Os números que ele diz que recebemos não tem nada a ver, por isso, na Assembleia-Geral nós vamos apresentar aquilo que foi o consumo da época passada. E neste consumo foi reduzido. Se a Sonangol aprovasse os 36 milhões, se calhar estaríamos mesmo numa final, e conseguiríamos contratar jogadores de alto nível quer para o futebol como para o basquetebol e, se calhar, ganharíamos a BAL e outras competições com atletas de alto nível», esclareceu.

O presidente do Petro de Luanda disse que caso recebessem os valores apresentados pelo economista teriam várias infraestruturas e o convidava para inaugurar algumas delas.

«Se tivéssemos o orçamento que o economista Carlos Rosado fez referência, teríamos infraestruturas boas, e o teríamos convidado para inaugurar. O problema às vezes está na forma deturpada de se confundir o orçamento com dinheiro recebido, e é isso que cria problemas em hasta pública», frisou.

Questionado sobre o interesse da Sonangol em ficar com o Estádio da Cidade ou erguer um novo estádio nas instalações da antiga Feira Internacional de Luanda (FILDA), Tomás Faria não desmentiu e disse que para breve sai uma informação oficial a respeito do assunto.

«Já estivemos mais distantes. Muito brevemente teremos novidades sobre este assunto», referiu, acrescentando que o processo está quase concluído.

A equipa principal de futebol adoptou o estádio 11 de Novembro como seu campo oficial e o complexo Demóstenes de Almeida (Catetão) para treinos.

O basquetebol joga-se oficialmente no pavilhão principal da Cidadela, mas tem o pavilhão do Isptec, no Talatona, como recinto de treinos.

O andebol feminino treina-se e joga-se na quadra do Complexo Demóstenes de Almeida (Catetão).

Marcos Olgário

Marcos Olgário

Deixe o seu comentário

Classificação Girabola 2023/24

Data provided by Scoreaxis

Últimas

Siga o nosso Facebok

CAN 2023